sábado, 7 de junho de 2014

mudamos para novo endereço e novo visual em
 http://blog.lusofonias.net/

sexta-feira, 29 de março de 2013

agora estamos em nova página em http://lusofonias.net/aiclblog

estamos agora em nova página em
http://blog.lusofonias.net/

aqui ficam para a história quase 3 anos de notícias mas as atualizações irão todas para o novo endereço
nova página em http://blog.lusofonias.net/

terça-feira, 5 de março de 2013

MUDAMOS PARA ESTE BLOGUE SIGA-NOS EM http://lusofonias.net/aiclblog/

ESTE BLOGUE MUDOU PARA http://lusofonias.net/aiclblog...SIGA-NOS EM http://lusofonias.net/aiclblog/

19º COLÓQUIO DA LUSOFONIA



a entrada no 19º colóquio da lusofonia é livre
local: centro aproquial da Maia entre 15 e 17 de março
 ver  
http://xix.lusofonias.net

grandes vultos da literatura açoriana no 19º colóquio da lusofonia




NOTA DE IMPRENSA

XIMENES BELO, PRÉMIO NOBEL DA PAZ 1996, O DIRETOR DO INSTITUTO INTERNACIONAL DA LÍNGUA DA CPLP, A PRESIDÊNTE DO EX-INSTITUTO CAMÕES são algumas das personalidades que irão apresentar trabalhos no 19º colóquio da lusofonia que decorre no Centro Social e Paroquial da Maia de 15 a 17 de março com o patrocínio da Junta de Freguesia local.

Dentre os vários temas em debate, da linguística, à literatura e à tradução salientam-se a MULHER NAS LETRAS AÇORIANAS e a HOMENAGEM CONTRA O ESQUECIMENTO dedicada a ÁLAMO OLIVEIRA e ainda 4 sessões de POESIA com NORBERTO ÁVILA, ÁLAMO OLIVEIRA, CONCHA ROUSIA E CHRYS CHRYSTELLO COM LUCIANO PEREIRA.

Nesta 19ª edição dos colóquios da AICL - cujos patronos são Professor Doutor Evanildo Bechara da Academia Brasileira de Letras, Professor Doutor Malaca Casteleiro da Academia de Ciências de Lisboa e Mestre Concha Rousia da Academia Galega da Língua Portuguesa, que encabeçam uma lista de 27 oradores dos EUA, AÇORES,  ALEMANHA, BRASIL, BÉLGICA, AUSTRÁLIA, GALIZA, MACAU,  CABO VERDE, PORTUGAL, ROMÉNIA, E TIMOR-LESTE - haverá ainda o lançamento da editora Calendário de Letras das obras
·         Antologia de Autores Açorianos Contemporâneos (2 volumes da edição monolingue) de Helena Chrystello e Rosário Girão
·         Crónica do Quotidiano Inútil de J Chrys Chrystello [poesia - 40 anos de vida literária do autor] e
Trilogia da História de Timor com 2ª edição do CD-livro Timor-Leste, 1983-1993, vol. 2 Historiografia de um repórter (inclui vol. 1 O Dossiê Secreto 1973-1975 e vol. 3 As guerras tribais. A história repete-se 1894-2006).
·         Nântia e a Cabrita d’oiro de Concha Rousia da Através Editora (Galiza)


A entrada é livre e os temas profundamente açorianos pelo que convidamos todos a estarem presentes entre as 09.00 horas de dia 15 e as 19.00 de dia 17 de março 203 na Maia (S. Miguel, Açores) para o XIX Colóquio da Lusofonia.
Haverá ainda
  •  2 Recitais do Cancioneiro Açoriano e inéditos do Padre Áureo, com ANA PAULA ANDRADE, RAQUEL MACHADO E HENRIQUE CONSTÂNCIA
  •  1 Recital de Viola da Terra,  a solo, por RAFAEL CARVALHO
  •  Música filarmónica Lira do Espírito Santo da Maia
  •  Música tradicional Grupo Coral Cantares da Maia
  •  Música infantojuvenil Velvet Carochinha da Escola EB 2,3 da Maia


todas as demais informações (horário, programa, lista de oradores, etc.) em 
http://xix.lusofonias.net
-- 

AÇORES A ILHA VERDE


https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=j_1qTHchEx4#!

BRASIL NÃO QUER BOLSEIROS EM PORTUGAL


BRASIL

Ministério da Educação procura mudar opção por Portugal de bolsistas do Ciência sem Fronteiras para outros países

Mais de 9 mil candidatos a bolsas para universidades portuguesas estão a ser convidados a escolher outros países. Segundo a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), "não é viável alocar esse elevado número de estudantes nas instituições portuguesas".
Brasília - Candidatos ao Programa Ciência sem Fronteiras para estudos em Portugal estão a ser convidados pelo Ministério da Educação do Brasil a transferir as inscrições para os Estados Unidos, o Reino Unido, a Austrália, o Canadá, a França, a Alemanha, a Itália ou para a Irlanda. 
Ao todo serão contemplados com a medida 9.691 candidatos que apresentaram pontuação acima de 600 no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), qualificação condizente com os critérios do programa e não será exigido o nível de proficiência pedido nos editais específicos para os programas, noticia a Agência Brasil.
Segundo a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), entidade do Ministério da Educação do Brasil,  "não é viável alocar esse elevado número de estudantes nas instituições portuguesas".
"Cabe ressaltar que essas novas concessões serão adicionais e ocorrerão sem prejuízo das seleções em andamento das chamadas específicas para esses países", informa a Capes em nota.
Durante seis meses, os estudantes terão aulas do idioma do país de destino, em tempo integral, para que, "aqueles que ainda não tenham o nível de proficiência linguística necessário, [tenham] a possibilidade de imersão de forma eficiente e rápida no aprendizado do idioma estrangeiro antes do início do curso".
No caso de países de língua inglesa, será disponibilizada, prioritariamente, senha pessoal de acesso ao curso de inglês online disponível no Portal de Periódicos da Capes.
Segundo a Capes, ainda não está definido o número exato de vagas que serão abertas para Portugal. "A definição depende de um conjunto de variáveis tais como as áreas e cursos dos candidatos, as instituições estrangeiras de qualidade aptas a receber os estudantes, os calendários acadêmicos, a negociação com os parceiros estrangeiros, a oferta de alojamento e acomodações, bem como o número total de candidatos aprovados".
Até final de 2012, Portugal foi o principal destino dos estudantes brasileiros de graduação bolsistas do Programa Ciência sem Fronteiras. Do total de 12.193 alunos incluídos no programa, praticamente 20 % optou por cursar parte do ensino superior em uma instituição de Portugal.
Entre os motivos para a escolha de Portugal está a inexistência de barreira linguística.
O Programa Ciência sem Fronteiras foi lançado em 2011 para estimular os interessados que cursam graduação, pós-graduação ou cursos técnicos. Até o final do mês passado, cerca de 18 mil bolsas foram oferecidas, segundo o Ministério da Educação (MEC).
A meta do governo é oferecer 101 mil bolsas de estudo até 2015, até janeiro deste ano, foram oferecidas 22.646, o equivalente a 22,4% da meta. No total, 75 mil serão oferecidas pelo governo federal, as demais terão apoio da iniciativa privada.
A previsão é que as entidades do setor financeiro contribuirão com 6.500 bolsas para o Programa Ciência sem Fronteiras totalizando um investimento de U$S 180,8 milhões, dos quais U$S 18 milhões foram aportados em 2012.

timor lorosae notícias 5/3/13


TIMOR LOROSAE NAÇÃO - diário


Posted: 04 Mar 2013 11:46 PM PST



05 de Março de 2013

A Timor Telecom (TT) e a Federação de Futebol de Timor-Leste (FFTL) assinaram um contrato de patrocínio de 4 anos, no passado dia 2 de Março, do qual a TT é a patrocinadora oficial da Seleção Nacional, até fevereiro de 2016. 

Este protocolo foi assinado pelo Presidente da FFTL, Francisco Kalbuadi Lay (Ministro do Turismo) e pelo Administrador Delegado da TT, Manuel Capitão Amaro, durante o jantar dado em honra da Alteza Real Sheikh Ahmad Al-Fahad Al-Sabah, Presidente do Comité Olímpico da Ásia e Presidente da Associação de Desporto Mundial. 

O patrocínio da TT inclui apoio às seleções nacionais de futebol do país. Desde a seleção A, seleção sub-23, sub 21, sub-19, sub-16, sub-14, sub-12, Feminina até ao Futsal. Estas seleções irão participar nos próximos anos em competições nacionais e internacionais destacando-se a Liga Nacional de Futebol, o Sea Games, a Asian Games e o Mundial de Futebol. 

O interesse da TT em apoiar a seleção funde-se na história que a empresa tem com o próprio país. Ambos têm 10 anos de vida e a Timor Telecom sempre promoveu, promove e promoverá tudo o que comprometerá o desenvolvimento do país nas suas várias áreas e apoiar a Federação de Futebol de Timor-Leste, cumpre o objetivo de reforçar os valores nacionais e dar a conhecer internacionalmente o país, apoiando neste caso o Futebol, o desporto preferido de Timor-Leste. 

O próprio Francisco Lay referiu o papel importante que a TT tem feito em relação ao país promovendo e ajudando-o quer no desenvolvimento do desporto, o caso do futebol até à própria promoção do turismo para o exterior. 

SAPO TL 

Posted: 04 Mar 2013 11:42 PM PST



AC – DM - Lusa

Pequim, 05 mar (lusa) - O primeiro-ministro chinês cessante, Wen Jiabao, apelou hoje a uma "maior coragem política e visão" na governação do país, afirmando que o processo de reformas em curso na China "entrou numa fase crucial".

"O desenvolvimento (económico) ainda é a chave para resolver todos os nossos problemas (...). Só aderindo à política de Reforma e Abertura podemos continuar a avançar", disse Wen Jiabao aos cerca de 3.000 delegados à Assembleia Nacional Popular, cuja sessão anual começou hoje em Pequim.

Ao apresentar pela última vez o relatório da atividade do governo, Wen Jiabao, 70 anos, realçou que ao fim de 33 anos de reformas económicas, a modernização da China entrou agora "numa fase crucial".

"Temos de libertar ainda mais as nossas mentalidades, realizar completas reformas económicas, políticas, culturais e sociais e aprofundá-las constantemente", apontou.

Wen Jiabao completará na próxima semana o segundo e último mandato de cinco anos à frente do governo, devendo ser substituído pelo vice-primeiro-ministro executivo, Le Keqiang.

O primeiro-ministro chinês cessante defendeu nomeadamente que a China "precisa de melhorar o sistema de economia de mercado socialista" e "aprofundar a reforma das empresas estatais e das indústrias-chaves".

"Devemos consolidar e desenvolver com determinação o setor público da economia e encorajar, apoiar e guiar o desenvolvimento do setor não público", afirmou.

Wen Jiabao insistiu também que o país deve "acelerar a mudança do seu modelo de crescimento económico", para um padrão mais centrado no mercado interno e no "aumento do consumo individual".

No plano político e social, Wen Jiabao defendeu o "reforço da proteção ambiental" e exortou os sucessores a "manter canais regulares para o povo exprimir as suas exigências" e a "combater firmemente a corrupção".

"Devemos governar o país com base na lei e respeitar plenamente a autoridade da Constituição e das leis", disse.

Fazendo um balanço do seu último mandato, iniciado em 2008, Wen Jiabao realçou que a economia chinesa cresceu em média 9,3% ao ano e é hoje a segunda maior do mundo, à frente do Japão e da Alemanha.

"Conseguimos contrariar o grave impacto da crise financeira e manter um firme e rápido desenvolvimento económico", afirmou.

Entre outros indicadores socioeconómicos, Wen Jiabao destacou ainda o aumento anual do rendimento da população, que subiu 8,8% nas zonas urbanas e 9,9% nas zonas rurais.

A sessão anual da Assembleia Nacional Popular decorrerá durante doze dias no Grande Palácio do Povo, em Pequim.

Além do relatório apresentado por Wen Jiabao, os delegados vão aprovar a proposta de orçamento de Estado para 2013, os relatórios do Supremo Tribunal e da Procuradoria-geral e outros documentos.

Em termos mediáticos, porém, a reunião ficará marcada pela eleição dos títulos dos principais cargos do Estado, nomeadamente o Presidente da República.

Como Wen Jiabao, o ainda presidente Hu Jintao está a completar o segundo e último mandato.

Xi Jinping, que já ocupa o mais importante cargo político do país, o de secretário-geral do Partido Comunista Chinês (PCC), deverá assumir também a presidência da República.

A sucessão assinala a ascensão ao topo do poder da chamada "quinta geração de líderes da Nova China", a primeira já nascida depois do PCC ter tomado o poder, em 1949.

Posted: 04 Mar 2013 11:36 PM PST



DM – PJA - Lusa

Sydney, Austrália, 04 mar (Lusa) - O clima na Austrália, que no verão 2012/2013 registou temperaturas extremas, foi agravado pelas mudanças climáticas, conclui um relatório da Comissão de Mudanças Climáticas, divulgado hoje.

Intitulado "verão furioso", o documento da comissão governamental indica que as temperaturas extremas, as inundações e os incêndios florestais que se registaram no verão 2012/2013 na Austrália foram agravados pelas mudanças climáticas.

"Cada evento climático extremo que ocorre no sistema climático é mais quente e húmido do que há 50 anos", refere o relatório, citado pela Efe, em que se destaca também que na Austrália foram quebrados 123 recordes durante os 90 dias de verão.

Entre os recordes registados pelo relatório - que adverte para o perigo de se manter a tendência - verifica-se o do verão mais quente, o dia mais quente no país (40,3 ºC) e o janeiro mais quente.

Posted: 04 Mar 2013 11:29 PM PST



Ombudsman australiano reabre a ferida: critica fortemente a polícia no caso de Roberto Laudísio Curti

Beatriz Wagner - SBS

O caso Roberto Laudisio Curti volta às manchetes na Austrália.

O ombudsman de Nova Gales do Sul, Bruce Barbour, criticou fortemente a polícia por não ter esclarecido devidamente as circunstâncias da morte do estudante brasileiro.

As críticas estão no relatório que ele entregou ao parlamento estadual na quinta-feira à tardinha, com as suas conclusões sobre a investigação da polícia das circunstâncias da morte do estudante brasileiro, em Sydney, quase um ano atrás.

Roberto Laudisio Curti foi vítima de 14 disparos de armas taser da polícia, ao final de uma perseguição rápida pelas ruas do centro da cidade, ao final da noite de celebrações do dia de São Patricio.

Na foto: Os últimos momentos de Roberto Laudísio Curti (Video released by Coroner's Court)

*Título TLN

Posted: 04 Mar 2013 11:16 PM PST



05 de Março de 2013

Isabel dos Santos entrou pela primeira vez, em 2012, na lista das personalidades mais ricas do mundo, elaborada pela revista Forbes, com uma fortuna avaliada em 2 mil milhões de dólares. 

A empresária é a primeira multimilionária de Angola e a mulher mais rica de África, de acordo com a lista 'The World's Billionaires 2013', hoje divulgada pela Forbes.

O primeiro negócio da filha mais velha do presidente angolano, José Eduardo dos Santos, foi um restaurante chamado Miami Beach, que inaugurou em Luanda, em 1997, quando tinha 24 anos.

Aos 40, Isabel dos Santos detém participações em várias empresas em Angola e em Portugal, sendo o seu maior activo os 25% que detém na Unitel, uma das duas redes de comunicações de telefone em Angola, em que tem também um lugar na administração.

A nível nacional, Isabel dos Santos faz parte do conselho de administração do Banco Bic, onde detém uma participação de 25%, e, em Portugal, detém quase 15% da Zon Multimédia e pouco menos de 20% do BPI.

"Apesar de os seus representantes negarem que as suas 'holdings' tenham qualquer ligação ao seu pai, investigações em Angola mostram que o presidente [Eduardo] dos Santos transferiu ações em várias companhias para a sua filha", escreve a revista Forbes.

A lista das personalidades mais ricas do mundo bateu, em 2012, vários recordes: dos 1.426 nomes que compõem o 'ranking', 210 integram-no pela primeira vez e, no global, detêm uma fortuna de 5,4 biliões de dólares, um valor que, em 2011, foi de 4,6 biliões.

Os Estados Unidos continuam a liderar, com 442 multimilionários a integrar o grupo, seguindo-se a Ásia-Pacífico (386), a Europa (366), as Américas (129) e o Médio Oriente e África (103).

Lusa, em Sapo TL

Posted: 04 Mar 2013 10:56 PM PST



Jornal Independente - Husi: Raimundos Oki

DILI: Kondenada Lucia Lobato, segunda horsehik presta deklarasaun iha Konsellu Superior Majistratura Judisiál (KSMJ) hodi hasoru juiz ne’ebé mak deside hatama nia ba prizaun.

Lucia konsidera desizaun juis hatama nia ba prijaun tinan 5 ne’e la justu no laiha imparsialidade. 

“Ha’u mai presta deklarasaun iha Konsellu Superior Majistratura Judisial bazeia ba ha’u nia karta ida ne’ebé ha’u haruka semana tolu liu ba,”dehan kondenada Lucia hafoin presta deklarasaun, iha Tribunál Rekursu. 

Iha tempu badak, semana ida ne’e nia laran, kondenada Lucia ne’e sei mai tan iha KSMJ.

Lucia kontente tebes tanba konsege hetan duni oportunidade hodi presta deklarasaun hasoru juiz ne’ebé mak desidi nia kazu.

Lucia promete sei fó deklarasaun kompletu no aprezenta evidensia balun hodi nune’e konsellu superior bele foti desijaun ida ne’ebé di’ak, justu no imparsial. 

Iha fatin hanesan, Advogadu Jose Camões hatete desde iha loron 27 fulan-Dezembru 2012 parte advogadu sempre koalia bebeik katak, senhora Lucia Lobato nia prosesu ne’e injustisa oituan tanba juiz koletivu sira tenta halo prosésu ne’e lalais hodi halo desijaun maske laiha andamentu normal. 

Entretantu, Prezidente Kosellu Superior Majistratura Judisial, Claudio Ximenes lakohi fó sai deklarasaun konkreta tanba lei la fó dalan.

“Ohin ne’e reuniaun privadu taka ba ema hotu-hotu ne’ebé labele koalia sai ba públiku. Atu kona ba rekursu ka keixa ha’u seidauk fó sai ba públiku,”hateten Claudio.

Posted: 04 Mar 2013 04:16 PM PST



Suara Timor Lorosae - Posting Husi: Josefa Parada - Segunda, 04 Marsu 2013

DILI – Governu Timor Leste liu hosi Sekretariadu Estadu Joventude Desportu (SEJD) halo asina akordu ho organijasaun Kempo hodi eziste iha Timor Leste.

Ba jornalista sira iha salaun enkontru SEJD Segunda (04/03), Sekretariadu Estadu Joventude Desportu, Miguel Manetelo, hatete Organijasaun Kempo nunka atu halo problema arbiru iha nasaun ida ne’e.

“Ami sei hakerek ba Konselho Ministro atu temi sai artemarsiais ida ne’ebe maka laos deit ita diskunfia maibe klaru ona tanba ne’e Kempo tuir rejolusaun governu nian ita nunka rona halo problema iha balu ilik diak estadu haruka ba liur, maibe fila mai halo problema ida ne’e mak la diak no modalidades 3 ou 4 mak ita hare katak sira konsentra liu ba sira nia aktividade ho diak mak hanesan Kempo, Taeck-Wondo no Karate maibe la haluha mos sira Silat,” hatete Manetelu.

Nia hatutan asina akordu ne’e ba durasaun hahu Marsu to’o 31 Dezembro no nia rasik iha konfiansa ba Kempo, tanba iha modalidade atu hetan medalha osan mean iha Sea games. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL web, edisaun Tersa (5/3). Tomas Sanches  

Posted: 04 Mar 2013 04:10 PM PST



Suara Timor Lorosae - Posting Husi: Josefa Parada - Segunda, 04 Marsu 2013

DILI - Konsellu Ministru (KM) aprova ona rezulusaun hodi fo kompetensia ba iha Polisia Nasional Timor Leste (PNTL), atu halo nia servisu atu lori moris hakmatek ba iha komunidade sira iha Welaluhu. 

Tuir Vise PM, Fernando La Sama de Araujo ba Jurnalista iha Palacio Governu, Dili, Segunda (4/3), katak, governu liu husi konsellu ministru aprova tiha ona rezulusaun tuir lei ne’e iha, atu fo kompetensia ba iha PNTL halo nia servisu, liliu atu fo hakmatek ba iha komunidade sira ne’ebe hela iha Welaluhu. 

“Hau hanoin laiha tan dalan seluk, nia solusaun maka polisia tenke kompri nia servisu, komando PNTL maka sei determina,” hatete La Sama.   
         
Nia informa tan, populasaun no grupu idak-idak respeita ema nia sasan atu atu tuir lei, tanba konstituisaun maka regula seidadaun timor oan tomak, iha mos lei regula ema nia hahalok loron-loron. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL web, edisaun Tersa (5/3). Oscar Salsinha
Posted: 04 Mar 2013 02:39 PM PST

... in transport industry

ETLJB 05 March 2013  - The police will conduct joint operations with the National Directorate of Land Transport targeting motor vehicles which have tinted windows in an effort to crack down on rorts and violence in the transport sector in East Timor. The owners of public vehicles such as buses and taxis will be fined US$30 under a Ministerial decree passed last year if they are found to have windows darkened by tinting material.

The joint operation is in response to complaints from demands from the public about such vehicles which have been involved in incidents where passengers are taken on long unwanted and unknown routes and locations or have been subjected to violence.

"Soon, we will coordinate with the National Directorate of Land Transport (NDTT) to hold check points and stop vehicles with tinted windows," said the National Traffic Unit Commander, Chief Inspector Antonio L.C. Soares at the PNTL HQ in Caicoli, Dili on Thursday 28 Feb. The Chief Inspector also said that the police operations would arrest and remove material darkening vehicle windows, and the drivers would be fined US$30 by theNDTT , which would have to be paid before they could retake possession of their vehicle for use.

He added that the operation will not only target taxis and microlets using darkened windows but will also target and fine those unregistered vehicles or unlicensed drivers so that everyone can start obeying the law. Source: Jornal Timor Post 28 February 2013. Edited by Warren L. Wright

Posted: 04 Mar 2013 02:29 PM PST



… New Era in Aquaculture


VEMASE BAUCAU, East Timor, March 4, 2013 /PRNewswire-USNewswire/ -- A mud crab and fish hatchery will be inaugurated by U.S. Ambassador Judith Fergin and the East Timor Minister of Agriculture and Fisheries Sr. Mariano Assanami Sabino in a ceremony, March 8, 2013.

This venture in aquaculture development comes at a crucial time for East Timor, as the country seeks to diversify its economy and feed its growing population while protecting its coastal and marine resources for tourism and future generations. Mud crabs are a prized delicacy throughout Asia, commanding high prices in upper-end restaurants and hotels.

The facility is the country's first brackish water hatchery. It was built by ACDI/VOCA's Mud Crab and Fish Cultivation program in coordination with the East Timor Ministry of Agriculture and Fisheries, and with funding from the United States Department of Agriculture's (USDA) Food for Progress program.

The nation's stable weather patterns and over 700 km of coastline are well-suited for sustainable coastal aquaculture production. Still, fish-farming practices that have grown rapidly during the last 20 years in other Asian nations such as Vietnam,the Philippines and Indonesia are almost nonexistent in East Timor.

New Hatchery Brings New Economic Opportunities

Mud crabs were selected because they can be environmentally sustainable to cultivate, have strong market potential in nearby countries such as Japan, Taiwan and Singapore, and can be fattened in coastal ponds alongside milkfish or tilapia.

Once operational, the hatchery is expected to produce 240,000 mud crabs per year. The facility can also be modified to produce brackish and saltwater fish. 

The new complex incorporates a number of technologies that are firsts for East Timor: four ponds totaling­­ two hectares; a powerful 4-cylinder generator; a UV seawater filtration system; numerous tanks for spawning and cultivating crabs; and a state-of-the-art laboratory designed for ensuring quality control, growing phytoplankton and rearing the youngest crab larvae.

Seed stock produced at the hatchery will be transported to cooperatives whose members have already been trained to fatten mud crabs in cages and pens placed in coastal mangrove areas. The program began organizing cooperative groups in 2011, and now estimates that 70 cooperatives will benefit from the hatchery's production.

Hatchery is Environmentally Friendly and Sustainable 

"Hatchery seed stock is easier and more environmentally friendly to raise than wild catch," said Jinki Comon , the program's technical manager. "Sourcing crabs from the hatchery rather than coastal areas lessens overfishing."

The potential for the facility does not end with mud crabs—it could easily be modified to produce other aquatic species such as snapper, milkfish or grouper and sea bass. 

This potential is not lost to Dani Fernandes , who will manage the hatchery as it is turned over to the ministry in the coming months. "I hope that [the hatchery] will become a center for aquaculture and for research that will attract and train the type of people that can help develop Timor Leste's fisheries," said Fernandes.

Posted: 04 Mar 2013 02:16 PM PST



Suara Timor Lorosae - Posting Husi: Josefa Parada - Segunda, 04 Marsu 2013

DILI - Bankada Fretilin iha uma fukun Parlamentu Nasional (PN), konsidera katak transparensia importante tebes ba povu, atu povu bele hatene informasaun ka lalaok husi ejekuasaun no inplementasaun Orsamentu Jeral Estadu (OJE).

“Hau hanoin komitmentu ida ne’ebe agora dadaun goveru ida ne’e iha ne’e hahu kedas husi IV governu ne’ebe hatete katak, transparensia ne’e inportante tebes atu publiku bele hatene n patika hatudu katak, buat balun lao la los tuir trasnparensia ne’e iha masmu ke iha ona portal governu ne’ebe ke bele .fo sai informasaupara ema hotu bele akonpania kona ba governasaun governu nia mais iha balun mak fo rohan depois taka rohan,” dehan deputada Josefa Pereira husi bankada Fretilin ba STL iha uma Fukun PN Segunda (04/03).

Koalia kona ba osan ida ne’e governu hakarak ka lakoi tenki transparante, tanba debate OJE no kuandu halo aprovasaun ida ne’e pubiku hatene, bainhira nia ejekusaun governu tenki transparante. Tanba publiku tenki hatene rezultadu husi osan ne’e saida, saldo ne’e iha ka lae no sekarik nia aumenta tan entaun nia aumenta hira.

Deputadu Mateus de Jesus husi bankada CNRT iha nia intervensuan katak, se iha informasaun ne’ebe governu la merese atu fo ide ne’e senti lable fo duni, tanba buat ne’e ema hanaran segredu nasaun nian entaun dala ruma sira tenki tetu didiak bainhira atu fo sai ba publiku. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL web, edisaun Tersa (5/3). Natalia Moniz

Posted: 04 Mar 2013 02:09 PM PST



Suara Timor Lorosae - Posting Husi: Josefa Parada - Segunda, 04 Marsu 2013

DILI- Prokurador Jeral Republika (PJR) Ana Pessoa la komenta konaba kasu konkretu, nebee Tribunal Distrital Dili, Kinta (28/02) halao julgamentu ba jornalista nain rua husi Jornal Suara Timor Lorosae no jornal Independenti. 

Konaba kasu Jornalista, PJR Ana Pessoa la komenta ba kazu konkretu, tamba sei iha Tribunal. Konaba preokupasaun asosiasaun media, nee asaosiasaun media nian, tamba sira asosiasaun media konserteza mos jornalista nian.

“Buat ida posisaun asosiasaun media nee oinseluk dezisaun husi Tribunal sei dauk sai, tamba nee ita lalika fo’o presaun ba juis sira, neduni husik sira deside konforme tuir lei, nomos tuir sira nia konsensia nee maka tenkiser,” hateten PJR Ana Pessoa, ba Jornalista sira iha Palasiu Presidensial, Aitrak Laran, Dili, Sigunda (4/3), hafoin halao inkontru ho Xefi Estadu Taur Matan Ruak.

Nia hatutan Asosiasaun toma ninia pozisaun ida nee mos los, agora se maka tesi lia husik tesi lia ba, la bele fo’o persaun. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL web, edisaun Tersa (5/3).Joao Anibal

Posted: 04 Mar 2013 02:04 PM PST



Suara Timor Lorosae- Posting Husi: Josefa Parada - Segunda, 04 Marsu 2013

DILI – Komandante Polisia Nasional Timor Leste (PNTL) komisario, Longuinhos Monteiro, hatete PNTL nia prezensa iha Fatuberliu-Same atu haruka fila grupu CPD-RDTL.

Longuinhos Monteiro, kasu lia hirak ne’e ba jornalista sira liu hosi konferensia imprensa ne’ebe halao iha salaun enkontru kuartel geral PNTL , Kaicoli Segunda (4/3).

“PNTL prontu perpara transporte ba maluk CPD-RDTL sira iha Welaluhu Same atu fila fali ba ida-ida nia distritu ou hela fatin, agora dadaun PNTL mos besik ho komonidade sira hodi halo dialgu atu nune’e komonidade sira bele hatene lolos objetivu polisia nian marka prezensa  iha Sama Welaluhu no liu hosi rejulusaun governu nian ne’ebe hasai ona PNTL mos fo ona ninia orientasaun ba ninia membro sira iha tereno para atu bele kontrola uza de forsa atu evita labele uza forsa arbiru kecuali iha rejistensia fizika hasoru Polisia ou F-FDTL ne’ebe ajuda entaun sei uza forsa tuir lei ne’ebe mak regula iha ita nbia rai no husu ba komandante Distritu sira hotu atu halo ona sira nia bareira cek point para prevene prekupasaun sira ne’e hotu,” hatete Longuinhos.

Nia hatutan, governu mak jere orgaun administrasaun estadu nian polisia nasional mos la halo arbiru, maibe kumpri rejolusaun governu nian no governu hasai rejolusaun ida ne’e bajea ba komonidade tomak iha Fatuberliu nia perkupasaun. Informasaun kompletu iha STL Jornal no STL web, edisaun Tersa (5/3). Tomas Sanches 

Posted: 04 Mar 2013 01:50 PM PST



Jornal Independente - Husi: Joao da Costa

DILI: Reprezentante povu iha uma fukun Parlamentu Nasional (PN), la konkorda ho despaisu Ministeiru Saude (MS), ne’ebe fo ba pesoal sauda sira iha Hospital Nasional Guido Valadares (HNGV), Dili, labele fo informasaun ba media tanba liberdade imprensa presiza tebes iha nasaun ida ne'e. 

Presidenti komisaun F, Parlamentu Nasional (PN), Virgilo Ornai hatete, povu presiza nakloke no hatene buat ruma hanesan atendiementu saude iha ospital nasional tanba ne'e nudar fatin publiku.

“Hau hanoin internalmente sira (MS)bele halo gestaun maibe la bele taka dalan ba ita bo’ot sira (media) tanba ita atu hadia malu ne’e liu husi informasaun,” hatete Virgilo iha PN sesta foin lalais ne’e.

Nia hatutan, karik ema ida mak servisu la diak ka orogante so komunidade sira mak bele halo kontrolu tanba ne’e ema ne’ebe nudar funsionariu publiku la bele taka an ba media.
“Hau hanoin nudar funsionariu publiku tenki nakloke ba publiku (atu publiku be;e) halo kontrolu ba ita nia servisu. Ita la bele taka an ba media ejerse nia knar hodi sai hanesan kontrolu sosial tanba sein media ita hotu la hatene katak imformasaun sira ne’ebe lao to’o ona iha ne’ebe,” hatete Virgilo.

Iha fatin hanesan deputadu bankada Fretelin Eladio Fakulto hatete, MS nia desizaun ne’e tuir nia la los tanba povu presiza informasaun kona ba saude nian.

“Hau hanoin ministru ninia desizaun limite ema para labele hetan informasoens,” dehan nia.

Nia hatutan, informasaun laos atu konsumu ba media sira, maibe media transmite ba sosiedade atu bele asesu ba informasaun kona ba moras ne’ebe daet husi ra’an hanesan HIV/AIDS, Tubelucose, Malaria. 

“Imi (media)mak bele transmite ba sosiedade atu bele hatene informasaun, laos nia (Ministeriu Saude) mak transmite ba sosiedade. Hau hanoin Ministru atu limita ba asuntu hotu, hau hanesan membru PN hau la konkorda no la simu ida ne’e tanba kebijakan pilitik ida ne’ebe la los,” dehan Eladio. 

Eladio dehan, nia mos ladauk hatene informasaun kona ba despaisu MS nian.

“Hau sei husu klarifikasaun politika governu nian ba assuntu ne’ebe ita bo’ot sira husu mai hau. MS mos labele hakfodak ho korupsaun foti despaisu hanesan ne’e,” dehan Eladio. 

Nia hatutan, media sira atu publika kona ba moras ne’ebe mak sirkula iha TL ba povo atu hatene ne’e diak hakerek no publika deit labele tauk atu hatete. 

Antes ne’e Ministru Saude Sergio Lobo hatu'un despaisu ba ema mediku sira iha ospital nasional atu labele fo informasaun ba media atu publika.

Ministeriu Saude sei fo sansaun disiplinar kuandu pesoal saude ruma iha HNGV fo informasaun ba media.

Posted: 04 Mar 2013 01:47 PM PST




DILI: Timor-Leste Media Development Centre (TLMDC) lamenta tebes akuzasaun Ministeriu Públiku nian hasoru jornalista nain rua, tamba ida-ne’e sai disastre boot ba prosesu hari’i demokrasia iha railaran.

Diretór TLMDC, Francisco da Silva Gari hateten julgamentu ba jornalista Raimundos Oki husi Independente ho Oscar Salsinha husi STL nu’udar indikadór ameasa nian ba liberdade imprensa nian in Timor-Leste.

Tuir Gari, prosesu demokratizasaun lao di’ak bainhira mídia iha liberdade hodi kontrola prosesu serbisu orgaun estadu sira tamba kualidade demokrasia depende ba informasaun hodi forma opinaun públiku nian iha railaran.

“Lori jornalista ba tribunal ne’e nu’udar ameasa boot ba prosesu hari’i demokrasia tamba mídia la livre hodi kontrola orgaun estadu sira ninia serbisu.”

“Orgaun estadu sira bainhira halao sira ninia serbisu loos ka la loos ne’e ema tauk ona atu kritika sa tan kontrola,” nia haktuir.

Eis membru Dewan Solidaritas Mahasiswa (Dewan Solidaritas) afirma, Konstituisaun RDTL artigu 40 no 41 garantia katak sidadaun hothotu iha direitu ba informasaun, entau jornalista iha dever hodi bele hato’o lalaok ka serbisu orgaun estadu sira hanesan Tribunal, Parlamentu no orgaun estadu sira seluk.

Tuir Lei Subsidiariu Imprensa No.40/1999, Artigu 18 hateten kona-ba prosesu julgamentu ba kazu ruma ne’ebé involve jornalista ruma, kompainia meídia mak responsavel, katak responsavel sira ne’ebé iha redasaun mak tenke hatan iha tribunal,” dehan Gari.

Loloos ne’e, orgaun judisial sira tenke haruka karta nutifikasaun ba kompainia mídia ka responsavel redasaun sira hodi bele hatan iha tribunal, laos haruka fali jornalista mak tenke hatan, dehan nia.

Tuir nia, desizaun kona-ba públikasaun ba nutisia ruma laos jornalista ne’ebé hakerek nutisia ne’e mak deside, maibe liu husi prosesu politika redasaun kada mídia nian.

Nia hatutan, minus kuinesimentu husi matenek lei nain sira kona-ba lei mídia ne’e mós sai ameasa bo’ot tamba dalaruma sira interpreta lei laloos. 

TLMDC hari’i iha 2005, nu’udar NGO nasionál ida ne’ebé serbisu atu hametin kapasitasaun sustentatvel jornalsita Timor-Leste nian hodi bele garantia prosesu demokratizaun iha railaran.

Analiza Kazu 

Prezidente Konselu Etika Assosiasaun Jornalista Timor-Leste (AJTL), Hugo Fernandes hato’o nia analiza ba kazu notisia husi Jornal Diariu INDEPENDENTE no Diariu STL ne’ebe konsege tama tuir prosesu julgamentu tuir duni etika jornalizmu nian, maibe mosu failansu tekniku balun kona ba konfirmasaun. 

Tuir Hugo nia hanoin, prinsipalmente mak ne’e, notisia ne’ebe sai, tuir pontu de vista no etika jornalizmu nian nomos hare ho valor notisia ne’e.

Kazu ida ne’e to’o agora públiku lahatene rejistu ka lae, kondutor ida ne’ebe baku fila ho kareta hodi hamata ema nain tolu ne’e nomos hetan konfirmasaun husi Sekretariu Estadu Seguransa (SES), katak kondutor ne’e halai duni ona ba Indonesia. 

“Kazu ne’e tuir loos nia hun mak ne’eba. Agora saida mak Jornalista sira halo ne’e tenke halo duni tanba ida ne’e ita nia etika nudar Jornalista, katak ita tenke informa ba interese públiku. Sa tan intereses públiku ne’e involve ema prokurador” hateten Hugo Fernandes ba INDEPENDENTE iha nia serbisu fatin The Asia Foundation, Dili Sesta semana kotuk. 

Tanba ne’e mak hare husi aspetu etika professional jornalizmu nian ne’e notisia sira ne’e loos. Agora, problema ida mak iha failansu tekniku balun. Media sira ne’e halo públikasaun notisia ne’e ho balansu, nia hateten. 

“Agora kestaun mak ne’e cover both side ne’e ita persija iha kedas notisia nia laran ne’e ka bele iha tempu seluk? Husi notisia Jornal INDEPENDENTE nian ne’e tenta duni atu hetan cover both side nia argumentu depois mak halo públikasaun. Ida ne’e diak no kapas tebes. Husi aspetu tekniku seluk mós hanesan hau hanoin la sala ida husi STL nian hanesan Oscar halo mós la sala. Nia dalaruma hare buat ne’e urjente atu hatun, nia públiku hodi hetan reasaun husi ema ne’ebe involve iha kazu ne’e” hateten Hugo. 

“No ita lahatene esforsu husi jornal STL rasik halo duni depois hatun tiha notisia ne’e tenta nafatin ka lae, ita lahatene ka iha karik konfirmasaun ruma mai husi Prokurador Oekusi nian iha tempu ne’eba ka lae. Ne’ebe ida ne’e buat aspetu tekniku ne’ebe mak nakloke hela hodi hatun”. 

Tanba ne’e aspetu tekniku ne’e bele deskuti katak, bainhira mak kofirmasaun ne’e bele hatun, maibe hare ba diak liu ne’e, klaru ne’e hanesan mós INDEPENDENTE nia notisia ne’e, dehan nia. 

“Diak liu antes ita hatun notisia ne’ebe mak iha tendensia ema atu halo manipulasaun ba ita nia notisia ne’e, diak liu ita konfirma tiha depois mak públika. Ne’ebe ida ne’e hau hanoin problema politika redasaun deit,” tenik nia. 

“Maibe, hau nia preokupasaun mak hare husi aspetu tekniku jornalizmu nian ne’e buat ne’e tuir loloos labela sai ba problema bo’ot, maibe buat ne’e tanba falta de koñesementu kona ba oinsa media nia funsaun, oinsa hiriearka públikasaun iha media ida, entaun kazu ne’e dada fali sai hanesan komplikadu bo’ot ida hodi depois fo fali sinal ida ho menus komprensaun husi autor judisiariu sira ne’e fo fali impresaun ida katak, liberdade imprensa ne’e atu tama ona iha situasaun ameasadu.”

“ Hau hanoin autor judisiariu sira no públiku tenke hatene katak, wainhira ita nia Tribunal ne’e koko atu julga Jornalista sira ho ameasa pena prijaun, ida ne’e ameasa ba liberdade imprensa no bele hetan impresaun ladiak husi komunidade internasional.” 

“Sa tan ita hatene katak, buat defamasaun ne’e kategoria ba prosesu sivil. Ita mós hatene katak, antes ita nia lei komunikasaun sosial ne’e iha, ita bele uja lei komunikasaun sosial Indonesia nian ne’ebe mak fo penal sivil. Ida ne’e pena institusional, selu multa deit, la’os ba hatama fali jornalista ne’e iha prijaun.”

Nia dehan durante ne'e media fo kontribuisaun positivu ba prosesu dezenvolvimentu nasional, inklui kombate korrupsaun nian.

Posted: 04 Mar 2013 11:38 AM PST



EO – PJA - Lusa

Lisboa, 04 mar (Lusa) - Um grupo de figuras e de associações cívicas divulgou hoje uma carta aberta à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) a pedir que seja recusada a adesão da Guiné Equatorial à CPLP.

O texto defende que a Guiné Equatorial não deve tornar-se membro de pleno direito da CPLP "enquanto não estiver comprovado materialmente o cumprimento das condições expressas nos Estatutos" da organização lusófona (que preconiza o primado da democracia e dos direitos humanos, entre outros) e insta os governos da CPLP a "reconsiderarem o estatuto de Observador" já atribuído.

As entidades subscritoras do texto, como a organização não-governamental Oikos ou o CIDAC - Centro de Intervenção para o Desenvolvimento Amílcar Cabral, referem que têm acompanhado a situação dos direitos humanos na Guiné Equatorial e "não verificam quaisquer progressos nem tão pouco motivos para satisfação".

O texto lembra que na cimeira da CPLP realizada em julho passado em Maputo a decisão sobre a adesão da Guiné Equatorial foi adiada para 2014 e que recentemente (em janeiro de 2013), o secretário executivo da CPLP, Murade Murargy, visitou o país tendo manifestado à comunicação social "a sua satisfação ao verificar 'os progressos' e a 'grande abertura' daquele país".

"A pena de morte continua em vigor no país, a corrupção, a pobreza, as detenções arbitrárias, os julgamentos injustos, os maus-tratos a prisioneiros, a tortura, as limitações à liberdade de imprensa, de expressão, de associação e de manifestação continuam a ser práticas correntes", aponta o texto.

Os signatários afirmam que o país "ostenta um dos mais altos PIB per capita do Continente Africano e simultaneamente um dos Índices de Desenvolvimento Humano mais baixos" e que o filho mais velho de Teodoro Obiang Nguema, presidente da Guiné Equatorial desde 1979, Teodoro Mangue Obiang, conhecido como Teodorin, "apontado como sucessor do pai" é "procurado pela justiça francesa por crimes de corrupção e fiscais".

Depois de enumerarem "exemplos de vítimas" do "ditador", os subscritores da carta pedem ao secretário executivo da CPLP que fundamente com factos a sua afirmação sobre os "progressos" verificados e que divulgue os indicadores e referenciais utilizados para a verificação dos "progressos".

Instam ainda Murargy a "estar aberto à informação da sociedade civil, designadamente das organizações de direitos humanos e da diáspora da Guiné Equatorial".

Luísa Teotónio Pereira, Marina Costa Lobo, Pedro Krupenski, a ACEP - Associação de Cooperação entre os Povos e a TIAC - Transparência e Integridade associação Cívica são alguns dos signatários da carta.

Posted: 04 Mar 2013 11:33 AM PST


CSR – PJA - Lusa

Lisboa, 04 mar (Lusa) -- A rede de instituições públicas de ensino superior (RIPES), um dos programas aprovados na cimeira de Maputo da CPLP em julho de 2012, terá um escritório em Lisboa, revelou hoje o reitor da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB).

"Teremos um escritório (da RIPES) aqui, na CPLP, afirmou Paulo Speller, à saída de uma reunião com o secretário-executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Murade Murargy.

"Nós temos este programa que foi aprovado na cimeira de Maputo, em julho do ano passado, criando uma rede de instituições públicas de ensino superior, a RIPES", declarou Speller.

Segundo o reitor, o programa é promovido "pelo governo brasileiro (através da UNILAB), para congregar as universidades públicas de todos os países CPLP, no sentido de buscar um estreitamento de relações e realização de programas conjuntos".

O programa tem um financiamento inicial de três milhões de euros, distribuídos em três anos, pelo Governo brasileiro. Duzentos e cinquenta mil euros serão aplicados no primeiro ano.

"É fundamental este escritório (em Lisboa), porque a prioridade da UNILAB é congregar as universidades do países membros da CPLP e, num segundo momento, ampliar estas atividades para os países do continente africano", indicou, sem adiantar quando será o início das funções do escritório.

Speller referiu ainda que um segundo escritório será instalado na própria UNILAB, que fica em Redenção, no estado do Ceará.

"Estamos a lançar os termos de referência para a contratação da equipa do escritório, serão duas pessoas em Lisboa e outras duas no escritório na UNILAB", sublinhou.

"Este escritório em Lisboa vai funcionar com recursos que serão geridos pelo fundo especial da CPLP, que dá uma maior flexibilidade na execução para a ação junto dos países em Africa e em Timor-Leste, em cima de alguns eixos que já estão definidos", referiu.

A rede, de acordo com o reitor, "não é uma fonte de financiamento para os projetos em si, mas é uma estrutura que se coloca, que dá suporte, para que os projetos sejam escolhidos e busquem recursos de fontes diversas".

Paulo Speller disse que um dos objetivos do projeto é dinamizar o envio de alunos lusófonos, sobretudo os africanos e de Timor-Leste, para fazerem os três primeiros anos de formação no Brasil, na UNILAB, e o último no país de origem ou num outro da CPLP.

Speller disse ainda que a UNILAB, que iniciou as suas funções em 2011, já possui sete cursos e cerca de 2.000 alunos (mil alunos nos cursos presenciais e mil nos cursos à distância), sendo 200 alunos (presenciais) dos países africanos de língua portuguesa (PALOP) e Timor-Leste.

Não há alunos portugueses, "porque Portugal não procura vagas", já que tem universidades suficientes, referiu Speller.

Nos próximos cinco anos, disse o reitor, a UNILAB pretende expandir para os cinco mil alunos de graduação e mil da pós-graduação, assim como aumentar o número de cursos, "progressivamente".

Paulo Speller terá ainda, nesta semana, reuniões em universidades portuguesas, "para consolidar os protocolos já assinados".

O reitor pretende realizar uma reunião com os embaixadores dos países da CPLP para dinamizar a RIPES, aproveitando a presença do ministro da Educação do Brasil, Aloízio Mercadante, que estará em Portugal esta semana.

Posted: 04 Mar 2013 09:26 AM PST



Jornal i - Lusa

O representante da ONU para a Guiné-Bissau defendeu hoje, em Bruxelas, um “roteiro” com vista a eleições livres e democráticas naquele país, “em novembro ou dezembro”, das quais saia um “Governo inclusivo”, que não deixe ninguém de fora.

José Ramos-Horta, que falava num debate na comissão de Negócios Estrangeiros do Parlamento Europeu, exortou também a União Europeia a continuar a prestar apoio ao país.

Referindo-se aos programas que beneficiam diretamente a população, sublinhou que, não havendo confiança nas atuais autoridades nacionais, a Europa pode fazê-lo através das próprias Nações Unidas ou de organizações não-governamentais (ONG) ou da igreja.

Quanto às suas ideias para a Guiné-Bissau ultrapassar a atual situação, o representante do secretário-geral da ONU defendeu que seja elaborado, até ao final do corrente mês, um “roteiro” com vista à organização de eleições no final do ano.

Ramos-Horta defendeu a importância de o futuro Governo integrar todas as forças políticas, para “que ninguém fique de fora”.

“O partido vencedor deve convidar o segundo e o terceiro para integrar o Governo”, sustentou, admitindo que a ideia é mais fácil em teoria do que na prática.

Dirigindo-se aos eurodeputados, durante uma visita a Bruxelas, José Ramos-Horta disse que as sanções da União Europeia na sequência do golpe de Estado no ano passado eram “inevitáveis”.

Contudo, pediu que a Europa continue a prestar ajuda, não a congele ou transfira para outros cenários de África.

“E se não sentirem que haja condições com as autoridades” de transição, virem-se para outras instituições e pessoas no terreno, como o próprio representante do secretário-geral da ONU (“a não ser que também não confiem em mim”, ironizou).

No seu “retrato” da situação atual do país, o representante da ONU frisou que é basicamente “calmo”.

“A Guiné-Bissau não é o Mali, não é o Congo. Não há um conflito armado entre duas partes. O que há é um Estado disfuncional, e persistente intervenção militar em assuntos que deveriam ser da competência de governos civis. Mas sucessivos governos também falharam”, disse.

Para Ramos-Horta, que se insurgiu contra a ideia generalizada de que a Guiné-Bissau “é um Estado de narcotráfico” – incluída em relatórios da própria ONU, com os quais disse discordar -, o país até poderia ser “um oásis”, mas, depois das eleições, é necessário reconstruir o Estado.

“Quase tudo tem de recomeçar do zero”, disse.

Posted: 04 Mar 2013 09:19 AM PST



04 de Março de 2013, 20:29

Um incêndio no edifício da Escola Básica do Farol destruiu na semana passada fardas, roupas de desporto, livros, vidros e outros bens. 
 
O inspector da referida escola, Bento Tilman informado pela comunidade quanto ao sucedido, mostrou-se triste por esta ter sido queimada e estragada por um desconhecido, uma escola pública que serve como espaço para o conhecimento e aprendizagem e que o Estado tanto esforço tem feito para ajudar, concedendo vários apoios. 
 
O adjunto da escola básica do Farol, Nicolau Ximenes disse que foi informado de imediato pelo guarda da escola.

José Martinho Quelo, segurança da escola, afirma que o individuo que provocou o incêndio continua por identificar. 
 
SAPO TL com Suara Timor Lorosa’e

Posted: 04 Mar 2013 09:12 AM PST



Radio Liberdade Dili - Thursday, 28 February 2013 - Santino Dare Matias

Radio, online - Iha 25 Fevereiru 2013 Tribunál Distrital Díli prezide leitura sentensa ba krime violénsia doméstika no kondena arguidu ho pena prizaun fulan 4 maibé suspende ba tinan 1.

Komunikadu Imprensa ne’e lansa husi Judicial System Monitoring Programme (JSMP),  iha 26 Fevereiru 2013 liuba, ne’ebe www.radioliberdadedili.com asesu foin lalais nee. 

Komunikadu ne’e dehan, Ministériu Públiku akuza katak iha 23 Janeiru 2011 iha Sub Distritu Cristo Rei, Distritu Díli, arguidu Ricardo Soares Maia tolok no basa dala rua iha lezada nia hasan los no basa dala rua iha hasan karuk. Arguidu halo aktu ne`e tanba lezada fanu arguidu atu hatama ai-sunu ba dapur maibé arguidu hadeer tarde, no lezada ne`ebé ho kondisaun gravida hatama tia ai-sunu, depois tama ba uma laran no sai hikas ba liur ho hirus hodi riba odamatan.

“JSMP kontinua apresia esforsu tribunál nian tanba fó prioridade hodi kontinua julga kazu ho natureza violénsia doméstika no ita hein katak prosesu ne’e bele eduka públiku hodi kompriende katak, violénsia doméstika nu’udar krime públiku,” dehan Diretór Ezekutivu JSMP Luis de Oliveira Sampaio.

Ministériu Públiku akuza arguidu kontra artigu 145 Kódigu Penál kona-ba ofensa ba integridade fízika simples konjuga ho artigu 3 no 35 Lei Kontra Violénsia Doméstika. 

Bazeia ba faktu sira ne’e, tribunál konklui hodi kondena arguidu ho pena prizaun fulan 4 maibé suspende ba tinan 1, sein indemnizasaun sivíl no kusta judisiáriu. 

Kazu ne’e rejista iha tribunál ho Númeru Prosesu: 670/2012/TDDIL. Julgamentu prezide husi   Jasinta Correia. Dominggos Barreto mak reprezenta Ministériu Públiku no arguidu hetan defeza husi Hendrique Geronimo da Crus, advogadu privadu. 

Posted: 04 Mar 2013 09:08 AM PST



Radio Liberdade Dili - Friday, 01 March 2013 - Written by Partisipante treinamentu jornalizmu baziku

Radio, online – Telefone sai hanesan benefisiu boot ba vendedór no konsomidór sira iha Timor-Les tehodiuza no  halo prosesu negosiasaun.

Telemovel ho merek Nokia, Galaxy, Zte, Nexien, hirak ne’e importa husi Indonesa, China, Korea, no Japan.

Tuirvendedor Marcos Soares, fatin ba sira fa’an ne’e seguru,maibe sira la menta ho klima hanesan udan boot no loro-manas sai obstaklu ba sira ninia prosesu negosiu.

“Fatin ba ami fa’an-nain sira ami senti diak, maibe ami so iha difikuldade ba ita nia klima, hanesan udan boot ami labele fa’an ami nia telefone e loron manas mos ami sente la diak tanba manas.”

“Kalokona-ba fatin diak ne’e mak sei difisil uituan. Ha’u nia lia menon ba Governu katak, ami juventude sira atu hamenus konflitu presiza duni buat ne’ebé saudavel, Governu tenke kria saida deit tuir aminia presiza,” dehan nia.

Relasiona ho ida ne’e, Markus nu’udar mós vendedór hateten tan katak,telemovel sira ne’ebé fa’an mak hanesan, Nokia, Galaxy, maibe depende deit ba kompaña ka agen sira.

“Telemovel ne’ebé ami fa’an iha ne’e ho merek mak hanesan, Nokia, Galaxi, no depende deit ba kompaña ka agen sira ne’ebé hatama telfone ho merekoin-oin. No kona-bapresu, se ami sosa ihaa gen se telefoni ida 25 dolarami fa’an fali 30 dolar, hola 30 dolar ami fa’an 35 dolar.”

“Rendementu ne’ebé ami hetan loron-loron dalaruma hetan 15 dolar, 20 dolar. Depende deit ba ema ne’ebé mai sosa. Agen ne’ebé ami sosa ba mak hanesan Agen Audian, Timor Plaza, Fatuhada, no Sahabat,” tenik nia.

Alende ne’e, vendedór telefone,  Julio Quintão, hateten sira fa’an araska bain hira tempu udan, tanba fo impaktu ba sira atu fa’an sira nia telemovel.

“Fa’an araska iha tempu udan, ami taka lalais, ami la hetan osan bain hira tempu udan, ami la hetan ami nia hakarak ne’e duni hatoo ba nain hirak ne’e hatoo ami nia lian ba Governu.”

“Nune’e sira hodi bele fo fatin ne’ebé seguru, nune’e ami bele fa’an ami nia sasan. Iha ne’e ami fa’an telefone,” nia hateten.

Tuir konsumidór, Juliana Lemos Soares, benefisiu ba nia kaer telephone maka tua sesu bain formasaun liu-hosi kontaktu kolega no familia iha iha rai laran.

Maioria telemovel sira ne’e fa’an iha Colmera, Kapital Dili hahu husi 2012 to’o 2013 agora. Obejetivu husi negosiu telemovel ne’e maka tuha konuka no halo sira ne’ebé fa’an no sosa telephone ne’e satisfas.

Partisipante Distritu Baucau:

1.    Dulcia Fernandes Gusmão
2.    Roberto do Santos
3.    Josefina da Costa
4.    Cipriana da Concecao 
5.    Fransisco Martins
6.    Fander

Posted: 04 Mar 2013 06:35 AM PST



04 de Março de 2013, 13:42

Os setores privados não se devem concentrar só em projectos físicos como as estradas, mas devem ter iniciativa em projetos para desenvolver a economia no país, disse o primeiro ministro após visita à companhia Meti Murak em Metinaro, na sexta-feira passada.

Xanana Gusmão salientou ainda que durante todo este tempo muito dos setores privados têm procurado somente projetos físicos como estradas e outros e não têm tido iniciativas para desenvolver o país.

Quando fala-se sobre o setor privado, muitos preferem projetos físicos como estradas e outros. Por isso, Xanana diz que, eles devem ter outro tipo de iniciativa, como por exemplo, a companhia de Meti Murak que cria peixe em viveiro.
Durante a sua visita foi acompanhado pelo ministro das Agriculturas e Pescas, Mariano Assanami Sabino, vice-ministro MAP, Marcos da Cruz, secretário estado de Pescas, Rafael Mendonça e secretário estado de Reflorestação João Cardoso.
Neste momento a companhia Meti Murak tem uma criação de peixes num viveiro de 7 hectares em Metinaro, Díli.
Sapo TL com Suara Timor Lorosa’e

Posted: 04 Mar 2013 05:39 AM PST



A União de Invisuais de Timor-Leste(ETBU), organização que protege os deficientes, especialmente os cegos em Timor-Leste, está a preparar os participantes para o evento internacional Arafura Games em Darwin, Austrália.
 
As pessoas invisuais irão participar no evento internacional Arafura Games e Sea Games em Darwin deste ano com o fim de enaltecer o nome de Timor-Leste no mundo desportivo.
 
O diretor da Fundação Kraas, Domingos Sarmento considera que não é fácil participar nesta festa desportiva por isso ajudou pessoalmente, nos equipamentos para os participantes, em Becora.

O diretor da ETBU Martinho Guterres agradeceu Domingos Sarmento pela ajuda que uma vez mais prestou à organização.

SAPO TL com Suara Timor Lorosa’e 

Posted: 04 Mar 2013 03:49 AM PST



... primeiro julgamento de jornalistas no país

MSE – PJA - Lusa

Díli, 04 mar (Lusa) - A Procuradora-Geral da República de Timor-Leste, Ana Pessoa, reclamou hoje uma lei de imprensa com "regras claras", quando decorre em Díli o primeiro julgamento de jornalistas acusados de difamação.

"Tem haver uma lei de imprensa. É importante que haja regras claras. É tempo de termos uma legislação que respeite também o facto de ainda sermos incipientes. Eventualmente, precisamos de ter regras claras, mas também mais tolerantes", afirmou Ana Pessoa.

A Procuradora-Geral da República, que termina funções dentro de duas semanas, falava aos jornalistas no final de um encontro com o Presidente timorense, Taur Matan Ruak.

O Tribunal Distrital de Díli iniciou a semana passada o julgamento de dois jornalistas na sequência de uma queixa instaurada pelo Ministério Público pelo crime de difamação contra um procurador.

A sentença deverá ser proferida no próximo dia 14.

Para Ana Pessoa, é importante haver uma lei de imprensa timorense para "proteger a classe dos jornalistas e também as pessoas que passam a informação aos jornalistas".

"Sabemos que há jornalistas que recebem dinheiro, que fazem campanhas contra fulano e beltrano, porque não gostam daquela pessoa. Como são jornalistas podem forjar, mas não podemos partir do princípio que todos os jornalistas são manipuladores", salientou.

Segundo a Procuradora-Geral da República, o importante é "criar um quadro legal que permita aos jornalistas crescer, mas não ter medo de dar notícias".

"É preciso balizar e quando nós tivermos uma lei clara o jornalista para já sente-se valorizado e trabalha com mais vontade e sem medo", acrescentou.

Posted: 04 Mar 2013 03:41 AM PST



MSE – MLL - Lusa

Díli, 04 mar (Lusa) - A Procuradora-Geral da República de Timor-Leste, Ana Pessoa, reuniu-se hoje com o Presidente timorense, Taur Matan Ruak, para agradecer o apoio prestado, num último encontro antes de terminar o seu mandato.

"Este teve a peculiaridade de ser o meu último encontro com o Presidente porque o meu mandato termina daqui a duas semanas", afirmou Ana Pessoa aos jornalistas no final da reunião.

Segundo a Procuradora-Geral da República timorense, o encontro serviu para se despedir do Presidente e agradecer o apoio dado à instituição.

Ana Pessoa, que, na terça-feira, vai estar no Parlamento para prestar a informação anual, tomou posse como Procuradora-Geral da República de Timor-Leste a 27 de março de 2009, substituindo no cargo o atual comandante da Polícia Nacional de Timor-Leste, comissário Longuinhos Monteiro.

Licenciada em Direito pela Universidade Eduardo Mondlane, de Maputo, Moçambique, onde viveu até 1999, Ana Pessoa foi ministra da Administração Estatal nos governos da Fretilin (Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente) e era deputada do mesmo partido quando foi nomeada Procuradora-Geral da República.

Segundo a Constituição da República de Timor-Leste, o Procurador-Geral da República é nomeado para um mandato de quatro anos pelo chefe de Estado, segundo os termos fixados na lei.